top of page

Alumínio: as vantagens de um material versátil

Atualizado: 4 de ago. de 2020


Por Mateus kollross


Provavelmente você já ouviu falar do alumínio ou mesmo possui algum utensílio em sua casa que seja composto por este material tão versátil. A gama de equipamentos que o utilizam é enorme e nos mais diversos setores. Trata-se de um metal leve, macio, resistente, durável e que permite uma excelente performance por suas propriedades superiores.

Você sabia que produtos que utilizam o alumínio tendem a ganhar visibilidade e competitividade no mercado? Isto devido às inúmeras qualidades que possui, entre elas a leveza, que de acordo com a Associação Brasileira do Alumínio, é a característica essencial do produto, a exemplo do que ocorre com a indústria de transportes, pois baixo peso do alumínio representa menor consumo de combustível, menor desgaste, mais eficiência e capacidade de carga.

Além disso, podemos destacar entre as vantagens alumínio a sua durabilidade, com maior resistência aos agentes externos e à corrosão. Equipamentos que utilizam o alumínio - como o caso da lixadeira de cinta da MK Engenharia - possuem maior vida útil e peso menor que os demais equipamentos da mesma categoria.

Mas afinal, como se dá o processo de obtenção do alumínio?

Como é feito o alumínio:

Em outras oportunidades explicamos sobre o processo de obtenção do aço, outro elemento importante para os nossos equipamentos, mas desta vez, nosso foco é o alumínio, o principal matéria prima da lixadeira cinta e que traz com ela todas as vantagens do alumínio.


O alumínio é feito a partir do mineral bauxita e o processo de extração ocorre através da mineração, refinaria e redução. Na primeira etapa, a matéria-prima do alumínio, a bauxita, é lavada para eliminar a argila, e em seguida é britada, antes mesmo de ser transportada para o refino. A bauxita é quem contém de 35% a 55% de óxido de alumínio, através dela é que obtemos a alumina.

Em uma segunda etapa, a alumina passa pela purificação e é dissolvida com soda cáustica e cal. A solução é aquecida e filtrada e a alumina é seca, até se transformar em pó branco. Em seguida, inicia o processamento, onde a alumina é transformada em alumínio.

Para alcançarmos o alumínio líquido são necessários o óxido de alumínio, a eletricidade e o carbono. Os termos são técnicos, mas o processo bem simples: dentro de uma cuba a eletricidade irá circular entre um polo negativo (cátodo) e um polo positivo (ánodo) e que são compostos de carbono(quem são compostos de carbono?). O polo positivo irá reagir com o oxigênio da alumina e em seguida formar o gás carbônico. Ao fim deste processo, obtemos o alumínio líquido.

Após este processo tudo depende da utilização do alumínio e que pode ser transformado em diferentes produtos. Independente de qual for o seu resultado final, de uma coisa podemos ter certeza: ele é essencial em nosso dia a dia. Olhe ao seu redor, provavelmente um alumínio é componente de algum utensílio que você possui.




Mateus kollross é proprietário da MK Engenharia,

que desenvolve lixadeiras de cinta.

Entre em contato para orçamento e mais informações:

(47) 98494-0815

Veja portfólio da MK Kollross em: https://www.clubedacutelaria.com.br/mkengenharia

336 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo

Comments


bottom of page